Histórias de uma família viajando de carro pelas três américas
.....................................................................................................................................................................................

14 de jan de 2011

Chile - Brasil (via Argentina)

Estamos a 4 dias na estrada e num calor violento: o primeiro de Santiago a Mendoza, na Argentina.
O segundo até Villa Maria (vizinho de Córdoba), o terceiro até Paraná (vizinho de Santa Fé) e o quarto até Uruguaiana, Brasil.

Essas horas dá pena do carro!
Não bastando estar a uns 3.000 m de altitude, ainda tem que encarar uma "subidinha" dessas!
Se estivessemos nos EUA, seria o  "world famous" Caracoles, um desnível duns trocentos metros com a estrada em zig-zag simétrico. Na foto não dá pra ter a noção exata da altura, mas é mUUUito alto!

Com o motor bem fraquinho por causa da altitude, o Elefante enfrenta uma fila indiana pra atravessar a cordilheira.

A divisa Chile/Argentina é um longo túnel dentro de um passo (uma fenda nas montanhas mais altas onde é possível se passar), que fica a 3300 m.
Aqui, já no lado Argentino, com o Aconcágua (6.950 m) ao fundo

Essa é pro primo, diretamente de Mendoza

Encontrei uns parentes perto de Córdoba.

Esse é o skyline de Paraná, vista de sua vizinha Santa Fé, do outro lado do rio Paraná.

Os estradeiros
Em Paso de los Libres esperamos umas 4 horas pra sair da Argentina e fizemos novos amigos na fila.
Esses gaúchos de Caxias, rodaram mais de 10.000 kms de moto pelo Chile e Argentina, cruzando o Atacama e os Andes.
Edson, Caxopa e Bruno: muito chão e pouco banho, calor de 40º + roupas pesadas de moto = fididinhos mais gente-finas!  :)

A noite caindo e a gente esperando...
Mas só uma ponte nos separa da terrinha Brasilis!

Um comentário:

  1. Rapaz, fiquei esperando a volta pra poder dar essa dica, e deixei passar! Na fronteira de Uruguaiana tem o Lúcio, um "tramiteiro" argentino mais ou menos honesto, que ajuda bastante com a papelada da entrada por uma propininha(gorjeta)! Boa volta ao Brasil!

    ResponderExcluir